BC reduz juros pela 6ª vez, a 3,75% ao ano, o menor nível da história.

23 Mar 2020 | Financiamento imobiliário, Guia do comprador, Foxter Investimentos
Tempo de leitura: 3 minutos | -

Autor: Foxter Cia. Imobiliária

O Copom (Comitê de Política Monetária) do Banco Central cortou hoje a taxa básica de juros (Selic) em 0,50 ponto percentual, de 4,25% para 3,75% ao ano. É o menor patamar desde o início da série histórica, em 1996. A decisão foi unânime. Na ata da reunião, o BC explica que a atual conjuntura pede cautela na condução da política monetária e, por isso, vê como "adequada" a nova redução da Selic. A autoridade monetária ressaltou que "continuará fazendo uso de todo o seu arsenal de medidas" para enfrentar a crise atual.

Este foi o sexto corte seguido, o segundo anunciado neste ano, e ocorre em meio a preocupações sobre os efeitos do coronavírus no mundo. Na avaliação da autarquia, a pandemia está provocando "uma desaceleração significativa do crescimento global, queda nos preços das commodities e aumento da volatilidade nos preços de ativos financeiros". Vários países têm adotado medidas para tentar estimular suas economias e evitar uma crise. O banco central dos EUA (Federal Reserve, ou Fed), por exemplo, fez dois cortes emergenciais de juros —o último foi no domingo (15), para perto de zero.

Ciclo de cortes da Selic começou em 2016 Em outubro de 2016, o BC deu início a uma sequência de 12 cortes na Selic. Neste período, a taxa de juros caiu de 14,25% ao ano para 6,5% ano. De maio de 2018 até junho de 2019, a taxa foi mantida no mesmo patamar. Foram dez encontros do Copom sem mudanças na Selic. No final de julho do ano passado, o Copom reduziu a Selic em 0,5 ponto percentual, para 6% ao ano. Em dezembro, cortou de 5% para 4,5% ao ano. E em fevereiro, reduziu para 4,25% ao ano.

Como já falamos em um dos nossos posts - clique aqui para conferir - com a diminuição da Selic, o financiamento imobiliário também cai, deixando as parcelas mais baratas. E em tempos de Coronavírus, estamos atendendo de forma digital todas as demandas de clientes por imóveis.

Então se você precisa comprar ou vender um imóvel, a Foxter segue te ajudando. Entre no nosso site - é só clicar aqui - e converse com um dos nossos especialistas.

Fonte: Economia.uol
 

Comentários

Deixe um comentário

Posts Relacionados